sexta-feira, 15 de março de 2013

Seis ideias para um mês de Diário Gráfico, ou ainda mais

Manter um Diário Gráfico é fácil, e ter ideias também, mas o difícil é começar. Fazer os primeiros esboços, marcar as primeiras páginas. Para que o teu caderno não fique em branco, deixo algumas ideias para os primeiros tempos, ou para re-inventar o que já fizeste:

1) Objectos do dia-a-dia:

Aquela composição dos teus lápis espalhados no meio da cama;
A tua mesa da cozinha com tudo o que ela contém;
O teu armário da casa-de-banho...

O teu espaço é mais difícil de esgotar do que pensas!

2) Tu, amigos e família:

Desenha as pessoas que estão contigo, as pessoas por quem te interessas;
Auto-retratos;
Familiares enquanto dormem são mais fáceis de apanhar em detalhe;


3) Natureza:

Vai ao jardim, ao parque, à praia e a todos os sítios que puderes, leva sempre o teu caderno, desenha detalhes de perto, e paisagens no geral.

4) Animais:

Desenha o teu animal de estimação enquanto dorme;
Faz alguns esboços dele em movimento, treina a forma como captas a acção através do desenho.
Desenha outros animais, por foto, ao vivo, perto e longe.

5) Fantasia:

O fantástico mistura realismo com fantasia e misticismo.
Vê livros e imagens de fantasia, copia essas imagens. Depois imagina e desenha a tua interpretação.
Mistura passado com presente, com futuro, realidade com imaginação;
Pratica o realismo;
Cria uma história e ilustra-a;
Cria um personagem e imagina um dia da sua vida.

6)Literatura e filmes:

Inspira-te nas descrições dos livros e cria as tuas próprias ilustrações que acompanham a leitura.
Desenha cenas de filmes que não te saem da cabeça.
Imagina os personagens de um livro que tenha sido transformado em filme. Desenha os personagens como os imaginaste e depois compara com os do filme.


No fim, reinventa e continua a explorar estas ideias, há sempre algo mais.





Sem comentários:

Enviar um comentário