quarta-feira, 20 de março de 2013

5 minutos a escangalhar! Anti procrastinação em acção - Há uma batalha a decorrer agora mesmo! Vais ganhar ou perder?



Já toda a gente deu por si a conversar consigo próprio. A dizer metirinhas a si mesmo, a usar meias-verdades como argumento para se deixar de trabalhos e ficar parado. Quando tu não queres mesmo, arranjas maneira de não fazer. E nada acontece, ficas parado.

Quer seja iniciar um novo projecto, ultrapassar algo que não correu totalmente bem, ou apostar nessa ideia que vive na tua cabeça há meses, as razões para auto-boicote não tiram folga.

O hábito da procrastinação passa muito por discutir contigo próprio as razões para não fazer. E todos sabemos que o nosso poder de auto-censura é muito auto-confiante, e logo, tem tudo para ganhar!

E o pior é que quanto mais tempo passa mais auto-crítico vais ficando, porque ouves mais críticas e o processo é cumulativo.

Então cada vez que pensas tentar algo novo, cá vai: "Ah não sou capaz! Isso era uma trabalheira! O primo do tio do cunhado do meu avô tentou e não conseguiu! Isso só os pioneiros é que são bem-sucedidos!" e por aí fora...

Esta batalha só tem uma forma de ser ganha: Ensina ao teu cérebro aquilo que tu queres que ele aprenda!


Já te aconteceu ter uma habilidade ou talento, deixar de usá-lo, e quando vais voltar a tentar já o perdeste? Ah pois! O tempo não perdoa! Mas esta casualidade pode jogar a teu favor, imagina agora que o teu cérebro perde a capacidade da auto-censura?


Acreditar apenas na força de vontade para criar bons hábitos não chega. Tu sabes que já tiveste força de vontade, ainda assim, algo te desviou do caminho...

Então e se pudesses ensinar ao teu cérebro o hábito de acreditar, em vez de duvidar?

Todos os maus hábitos podem ser substituídos por bons, e como o espaço não fica livre, há menos probabilidade de falhar. Basta apenas usar a energia de um hábito para adoptar um novo.


Então compromete-te e por cada vez que deres por ti a duvidar, a adiar, a procrastinar, afirma-te! Mas afirma-te mesmo: "Sou o melhor a fazer o que faço e sou o único a poder fazê-lo dessa forma, porque sou único. Ninguém o fará melhor que eu."

Repete esta frase a ti próprio três vezes por dia. Talvez mais. Não a poupes. E acredita no que estás a dizer, porque é verdade!

Tens cinco minutos? Lê mais rubricas 5 minutos a escangalhar!

Vais estar por Lisboa dia 21-03-2013? Aparece no ciclo de palestras Ignite no ISEG, e delicia-te com os meus cinco minutos de criatividade.

Queres ficar alerta e receber notícias sempre que algo se passa? subscreve no teu mail

Sem comentários:

Enviar um comentário