quarta-feira, 13 de março de 2013

5 minutos a escangalhar! Rubrica anti procrastinação: 3 passos para quem beneficia de um bom pontapé no cú!

Entenda-se por pontapé no cú um pouco mais do que um empurrãozinho, um pontapé daqueles mesmo em cheio! Ou quiçá, poderá haver também quem beneficie de uma mangueirada nas costas.

Muito se tem ouvido falar do sistema, do país, do estado e da política, das finanças então...enfim, passa por lá e pede o nif daquele senhor para dares quando vais beber a bica, já agora. Não se esconde mais a vontade de mudar o sistema, não se finge mais que está tudo bem. E nessa auto-promessa de que tudo pode ser diferente, continuamos a fazer tudo igual.

Como se muda, é a questão, e a resposta, pode ser muito vaga, mas pode ser também muito directa, e eis o que pode ser feito para mudar em 3 passos apenas:

1) Há uma linha que separa o passado do futuro. É o presente. O único tempo que não inventamos na nossa cabeça, que existe mesmo. E existe para quê? Para remoer o passado e planear o futuro, claro! O presente é o único tempo em que podes agir, conversar, mudar atitudes, influenciar pessoas, estabelecer novos costumes, questionar paradigmas. Então age!

2)O homem é um animal de hábitos, e um hábito nunca se extingue, substitui-se. Então para quê dizer que está mau e ficar por aí, para quê questionar e não modificar? Para nada. Faz um inventário dos teus hábitos. Quais gostas de manter, quais não gostas. Substitui todos os teus hábitos de que não gostas. Traça uma nova vida, com hábitos mais positivos, sendo quem tu és, e movendo-te na direcção que queres ir.

3) Finalmente parece que está ok. Vai mudar, vais começar pelo que podes realmente alterar, que és tu próprio. Se toda a gente o fizesse já não era mau... MAS...
Tens um doutoramento em procrastinação. Adias, atrasas, pensas, repensas, e não, ainda não está tudo definido como deve ser. Vamos planear mais um bocadinho, esperar mais outro bocadinho.

A tua vida é o que tu quiseres. Cada dia que passa é mais um dia em que podes fazer o que te sentes impelido a fazer.


No entanto, os dias passam e tu iludes-te pensando que a vida tem conta poupança. Não tem. Cada dia que passa já está gasto e só sobram os restantes. Então começa por pensar: quem queres ser hoje? O que é importante hoje? E não adies o importante, não adies a tua personalidade, não substituas o teu querer. Realiza, sabendo que a tua plateia principal és tu, és o primeiro a quem precisas de agradar.

E o resto? Fuck it!

Sem comentários:

Enviar um comentário