quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Usabilidade - Colocar música no meu site

Ainda me impressiono com o quanto me debato para convencer as pessoas de que ter música no meu blog, site ou noutra qualquer plataforma online não é tão bom nem tão cool como parece!

Há cinco anos, era normal ter música no site, e já nessa altura era uma luta tentar explicar porque não... Mas por esta altura já toda a gente usa a Internet diariamente, já temos internet por toda a casa, no telemóvel, na casa-de-banho, no frigorífico! Então porque é que ainda se continuam a encontrar sites com música?

A única resposta que encontro para esta questão é: ...não percebo! A sério, não percebo mesmo!



Já vos aconteceu ir a um site sorrateiramente antes de almoço, ver qualquer coisa e de repente toda a sala à vossa volta se inunda de música, que às vezes nem sequer tem nada a ver convosco ou com o local onde estão, e toda a gente vos apanha em flagrante? Já?

E quando depois não encontramos o botão para desligar a musica porque fica num cantinho e é super pequeno? Já corei algumas vezes assim...toda a gente a olhar!

E quando estamos a ouvir música no trabalho, com headphones e entramos num site quem tem uma música super alta que quase nos faz explodir os ouvidos? Já dei alguns pulos na cadeira... E as músicas misturadas? Não é de certeza digno de um festival da canção!...

Abrir um site e ouvir música é a primeira razão para sair rapidamente desse site, já me falta a paciência.

A música automatica num site, para o utilizador comum, hoje em dia, é desagradável, imaginemos, vou à net no meu telemóvel, estou no comboio, e salta de lá uma música de repente. Se for de manhã, que vai toda a gente a dormir, vou ser odiada para o resto da semana. Já para não falar de todas as situações chatas que isso pode causar no trabalho.

O utilizador gosta de ouvir a musica que escolhe ouvir e não o que lhe é imposto, muito menos assim de repente, e na maioria das vezes excessivamente alto. Visitei a Virtual Gallery recentemente e foi aí que voltei a ter vontade de criticar esta prática. A ideia parece ser recriar a visita a uma galeria física, mas a web é diferente, não vejamos as coisas de mesma forma, tem de haver algum controlo da sua própria experiência por parte do utilizador, bem como privacidade!

Para os artistas e pessoas que desenvolvem trabalho na área audio-visual, este post pode deixar algumas dúvidas. Mas passo a esclarecer: usar música é bom, sobretudo se for a vossa própria música, ou os vossos vídeos e apresentações, mas deixem que seja o utilizador a carregar em play, sem load automático de música de fundo.

Já agora deixo um óptimo exemplo: Lazy Boy o site oficial da banda, onde se pode entrar e ouvir música, mas só se clicar em play, sem música de fundo automática.




Sem comentários:

Enviar um comentário